Resenha Atômica #3 – Astronauta: Magnetar

RA3-Magneta-destaque-site

Fala, Kalangada!

Estamos de volta com mais um Resenha Atômica, e este sobre Quadrinhos.

Não é de hoje que Maurício de Sousa nos encanta com suas histórias divertidas e seus personagens incríveis. Sidney Gusman teve a ideia de convidar artistas brasileiros e estrangeiros para reinventarem personagens clássicos da Turma da Mônica em um novo selo MSP, lançado pela Panini. Nesta Resenha Atômica falamos sobre Astronauta: Magnetar.

Obs.: Livre de Spoilers

 

Caso queira ler acompanhando o audio do Podcast a transcrição encontra-se abaixo:

Danilo Beyruth é um ilustrador paulistano, mas que entrou no mundo dos quadrinhos em 2007 com a revista Necronauta. Fundou sua empresa de ilustração e trabalhou com editoras norte-americanas. Esse Quadrinista foi o convidado a inaugurar o selo MSP da Editora Maurício de Sousa, e Danilo escolheu o personagem Astronauta Pereira criado por Maurício de Sousa.

Nessa primeira obra Beyruth aborda o Astronauta de forma mais profunda. Nas obras de Maurício de Souza a solidão é o escopo para as aventuras do personagem. E aqui nesta obra ela é conseqüência das escolhas de Astronauta. Apesar de abordar questões mais adultas como morte, romance fracassado e solidão, essa Graphic Novel trás também a ficção cientifica como uma das principais motivações do personagem. Para quem gosta de Star Wars e/ou Star Trek essa leitura é mais que obrigatória, se é que podemos falar assim.

Legal também como Beyruth humaniza o personagem mostrando sua infância, no interior brasileiro com seus avós. A relação de admiração à sabedoria de seu avô e, ao mesmo tempo, eclosão dos anseios e curiosidades do jovem Astronauta. Sem dúvida uma das partes mais emocionantes da obra, e olha que têm mais.

“Meu avô era um homem simples, que levava uma vida humilde…

…Ele tinha aquela sabedoria de quem observava o ciclo das estações, da chuva, dos animais e das plantas. De quem observava a vida e suas transformações.

Quando eu era garoto, minhas férias eram sempre na sua fazendinha, no interior.

Eu passava os dias vivendo incríveis aventuras, que eram alimentadas por muita broa de milho, pão de queijo e bolinho de chuva.

Lá, aprendi com meu avô a rodar um pião, a armar uma arapuca e a pescar sob a sombra de uma mangueira.

Claro que eu não entendia tudo o que ele me dizia, mas eram ensinamentos valiosos…”

(Astronauta narrando sua infância com seus avós)

O Astronauta – Magnetar passa uma mensagem importante aos jovens de que devemos correr atrás dos nossos sonhos sim, mas não podemos nos distanciar das pessoas que amamos. Pois a solidão pode nos corroer e quem sabe nos levar à loucura. E essa mensagens é estendida aos adultos que cometeram esse erro, de que nunca é tarde para recomeçar,  e que reencontrar pessoas importantes e traçar novas metas podem salvar vidas. Sem dúvida alguma, desde a criação de Astronauta em 1963, estas são mensagens que Maurício de Sousa quis passar (passou e passa) à várias gerações, inclusive a minha.

Falando da arte em si, Danilo Beyruth possui um traço único com uma riqueza de detalhes como por exemplo as paisagens na fazenda do Avô de Astronauta, as expressões corporais e faciais dos personagens, e ainda, a excelente composição de cores. Incrível como o desenho cumpre seu papel de fazer parte da narrativa, ou seja, de ajudar na transmissão da história. E isso sim é mérito do talento nos desenhos de Beyruth. Muitos gringos renomados não conseguem essa profundidade nos desenhos e são muito mais badalados, inclusive por nós brasileiros. Essa Graphic Novel é um grande exemplo de que temos muito talento brasileiro produzindo HQ´s nacionais de excelente qualidade.

Minha nota para Astronauta – Magnetar é 10 Atômicos, pelo valor nostálgico, pela incrível história num roteiro fechadinho e, por fim, pela arte tão incrível que Beyruth em certo momento brinca com os quadros para mostrar o tempo passando, valorizando assim suas, aproximadamente 70 paginas de aventura e drama.

Publicado pela Panini em capa dura e papel couche, Astronauta – Magnetar está disponível em livrarias e em bancas especializadas com um preço bem em conta.

Concorda ou discorda? Então comente aí no post ou nos contate através do nosso email

klngatomico@gmail.com

Do nosso Twitter

Twitter.com/kalangoatomico

Da nossa Fanpage

Facebook.com/kalangoatomico

E nos ouça pelo Soundcloud.com/kalango-atomico e ainda nossos feeds no Android e iTunes.

Enquanto resolvemos alguns problemas com o plugin, você pode ouvir ou baixar o podcast no soundcloud.

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone