RA#T2E2 – Oeste: A Guerra do Jogo do Bicho

RA-OesteAGuerraDoJogodoBicho-destaque

Fala, Kalangada!

A Resenha Atômica está de volta! E hoje Marcos GomesVinícius Gomes e Jéfferson Nóbrega falam sobre o livro Oeste: A Guerra do Jogo do Bicho. Ouça!

O cenário é a cidade maravilhosa. Uma organização criminosa comanda um estado paralelo muito lucrativo e violento. Talvez você ouça isso e pense se tratar de uma em centenas histórias que já foram contadas nessa temática, certo? Entretanto, é uma história objetiva e visceral sobre a Máfia brasileira: O Jogo do Bicho.

Oeste: A Guerra do Jogo do Bicho é uma história das disputas territoriais de uma das famílias cariocas que comandam essa máfia. Cheia de reviravoltas, cenas épicas dignas de um filme do gênero, personagens carismáticos e bem explorados. Com uma narrativa objetiva e sem exageros. Uma leitura para quem não tem tempo a perder.

O assassino contemplou sua vítima, apenas uma fração de tempo, um gato tripudiando de sua caça. E, com dois tiros no coração o algoz encerrava de vez a carreira do capitão…

O carioca Alexandre Fraga é um agente da Polícia Federal e autor de outros dois livros (Quando os Demônios Vão ao Confessionário, 2002; Canibal de Copacabana, 2008), participou de várias operações de desmantelamento dessa máfia nos anos 90/2000. Os personagens têm um nível de detalhes e profundidade assustadores. Em alguns momentos você parece estar Vendo/Lendo sobre a Máfia como de Os Bons Companheiros, ou até O Poderoso Chefão. Exagero meu? Pois bem, ouça o trecho:

- Eu nem preciso ouvir o choro de vocês. Só de olhar essa cara de vira-lata na chuva, já sei que lá vem. – Tragou do charuto. – Nas minhas terras, corre tudo em ordem.

Jamil ponderou.

- Em Bangu é mais fácil resolver. Na zona sul é câmera pra todo lado, o troço é mais complicado. Nem um pau decente nos invasores você pode aplicar em paz.

- Acerta com a delegacia. Eles cuidam deles – aconselhou Nabor.

- A foda é essa. Os maquineiros, quando não são PM´s, sãs Papa-Charlies das delegacias…

Quem conhece a história do finado Castor de Andrade, apontado como o Capo dos capos do Jogo do Bicho, vai se sentir em casa nessa leitura frenética. Em entrevista a Folha de São Paulo, Fraga diz ter trabalhado no livro nos fins de semana e feriados terminando em três meses de trabalho. Inicialmente tinha elaborado um roteiro para o cinema, mas acabou por fazer o livro. É notável que ao ler a obra se traços muito fortes de cinema são apresentados como cenas de tiroteio, execuções e, as minhas preferidas, reuniões da cúpula do Bicho.

O jogo do bicho e a Polícia Federal eram instituições tradicionais, sendo o bicho a mais antiga. Apesar de não serem irmãs, as duas entidades se toleravam, cada uma tinha o seu limite de ação. Com a guerra, o caos se instalou em ambos os império o da Lei e o da contravenção.

Se você gosta da temática mafiosa e anda meio triste com as opções atuais esta é a oportunidade de perder o fôlego lendo Oeste. Alem de incentivar o cenário nacional. Não podendo avaliar esta obra em, não menos, que 10 atômicos. Vale muito à pena.

Oeste: A Guerra do Jogo do Bicho é  um livro de Alexandre Fraga, Editora:  RECORD,  308 páginas.

Episódio Livre para todas as idades.

Esse post possui um arquivo de áudio. Dê o play para escutar.

 

Feed do Kalango Atômico

 Feed

iTunes

Soundcloud

Contatos

Email: klngatomico@gmail.com

Fanpage

Twitter do Site: @KalangoAtomico

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone