Led Zeppelin & Senhor dos Anéis

Gandalfbranco-kalangoatomico

A relação entre o Led Zeppelin e a trilogia de Senhor dos anéis.

Led Zeppelin foi uma banda que marcou sua história na década de 70, formada por Jimmy Page na guitarra , Robert Plant (Mais conhecido como Roberto Planta) nos vocais, John Paul Jones, baixo e teclado, e Jonh Bonham na bateria, é reconhecido como um dos progenitores do Hard Rock e do Heavy Metal, utilizou a trilogia  The lord of the rings  ( O senhor dos anéis ), criada por Jonh Ronald Reuel Tolkien, entre 1937 e 1949, durante a II Guerra Mundial para produzir algumas músicas da banda. A saga de Senhor dos anéis  ocorre num espaço tempo imaginário, onde humanos, anões, Elfos e Ents (espécie de árvores gigantes humanoides) e Hobbits, entram em um conflito chamado Batalha do anel, contra o mal representado por orcs, e Saruman conhecido como  MAGO BRANCO, um dos 5 primeiro magos a chegarem na Terra Média, e o mais velho da ordem,e por esse motivo Gandalf o cinzento, o conhecia como chefe de Istari (Pequeno grupo de magos da Terra Média) .

Saruman construiu um exército de lobos e Orcs por conta própria e tomou o controle do único poder próximo a Isengard (local onde ficava a torre do mago Saruman), quem consegue destruir Isengard sãos os Ents que aprisionam o mago Saruman em sua torre, onde lá será expulso da ordem e seu cajado destruído por Gandalf, que já havia voltado como o BRANCO.

Portanto Harry Potter tem que comer muito mingau pra se igualar aos efeitos no mundo exercidos por Senhor dos anéis e não foi somente o Led Zeppelin influenciado pelas viagens psicodélicas de Tolkien, O Jethro Tull (aguardem o post dessa banda incrível) foi buscar inspiração nas mesmas fontes de Tolkien para seu folk rock de tinturas medievais e o “menestrel” Ian Anderson praticamente encarnou um personagem de Tolkien (o misterioso Tom Bombadil?).

Chega de embromação e vou mandar as músicas do Led Zeppelin em breve voltarei com mais viagens.

Ramble – Led Zeppelin II

Nas profundezas mais sombrias de Mordor

Conheci uma garota tão justa

Mas Gollum, o malvado, rastejou acima

E escapuliu com ela“.

Esse trecho da música pode ter duas interpretações: seria uma referência à estada de Frodo (um dos heróis da história) em Valfenda ou sua passagem por Lothlórien, duas regiões citadas no romance. Mordor é uma terra governada por Sauron, o Senhor do Escuro, uma espécie de força maligna. Gollum é outro personagem do livro e foi um dos guardiães do anel mágico

Battle of Evermore - Led Zeppelin IV

A Rainha da Luz pegou seu arco

E se virou para partir

O Príncipe da Paz abraçou a tristeza

E caminhou pela noite sozinho“.

Toda a letra da música descreve a Batalha dos Campos de Pelennor, que está na terceira parte do livro. No trecho acima, acredita-se que a Rainha da Luz seja Éowyn, uma heroína que enfrenta o Rei Bruxo, o mais poderoso servo de Sauron. O Príncipe da Paz seria o guerreiro Aragorn, que se despede de Éowyn para unir-se aos companheiros

Misty Mountain Hop -> Pulo Até as Montanhas Nebulosas (ouça e veja a tradução nos links)

A letra menciona um encontro com a polícia depois de ser apedrejado no parque, e deixando de ir ao Misty Mountains (“onde os espíritos voam”), que parece ser uma referência a O Hobbit .

Conhece mais referências? Deixe seu comentário!

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone