Coisas que ouvimos em 2013

musicas-kalangoatomico

Fala kalangada!! Estamos quase nos despedindo de 2013 e dando as boas-vindas a 2014. Nada melhor, então, do que fazer (como todo mundo faz, aliás) as famigeradas listas de fim de ano, contendo o que de melhor rolou nesse ano que se passou. Não sei se vale alguma coisa (tomara que sim!), mas a galera do site opinou sobre o que viu, ouviu ou leu e que marcou a cada um de maneira diferente em 2013. Fiquem aí com os nossos sinceros e humildes “pitacos” desse ano que está próximo do seu fim.

Comecemos, então, com os melhores álbuns avaliados pelos kalangos:

Nunca tem fimO Rappa

“O melhor da música brasileira do ano. Eu o classifico como a internacionalização da banda, desde a capa de Mike Deodato até a bela produção do álbum. Parabéns ao Rappa.” Marcos Gomes

Tetra - C2C

“Dj´s podem ser considerados artistas ou mesmo músicos? Esse álbum da banda de dj´s franceses é um sonoro “SIM” como resposta a essa pergunta. A experimentação de vários ritmos (inclusive com traços de blues e jazz na melhor música do álbum, Down The Road) é marca registrada e faz desse disco um dos mais gostosos de se ouvir em 2013″ Adonai Henrique

In a Tidal Wave of MysteryCapital Cities

“Uma lufada de ar fresco na música pop com o álbum de estréia dessa dupla de indie pop de Los Angeles. Batidas que nos remetem ao bom tempo do pop do início da década de 90. Destaque ainda para os divertidos clipes dos singles Safe and Sound Kangaroo Court. Trabalho de extrema qualidade!” Adonai Henrique

Lightning BoltPearl Jam

“Pirei!!” Marcos Gomes

House of Gold and BonesStone Sour

Stone Sour pela grandiosidade do projeto. Lançar um álbum duplo com mais de 20 músicas, onde os dois discos são completamente diferentes, mas se complementam. Destaque para o vol. 1 que é porrada pura.” Wágner Japão

Murdered LoveP.O.D

P.O.D conseguiu voltar a sua melhor forma. Depois dos dois últimos discos de pouco impacto e sonoridade duvidosa, os californianos conseguiram fazer um álbum vibrante com músicas marcantes e pesadas. Destaque para a faixa de abertura e para a que dá nome ao álbum.”

NineCircus Maximus

“Esse foi um ano em que decidi dar um tempo do Heavy Metal (Progressivo), estava mais ouvindo Blues, Jazz, Rock and Roll, música eletronica, etc. Mas na reta final deste ano, meu irmão caçula apresentou-me um álbum chamado Nine de uma banda norueguesa chamada Circus Maximus. Na minha vã opinião, achava que não poderia voltar a curtir uma banda de ‘Prog Metal’. Nine é um álbum de 2012, mas como acredito que música boa não tem prazo de validade, destaco agora no final de 2013 esta excelente banda neste sensasional álbum.” Vinícius Gomes

Babel Mumford and Sons

“Sensacional o que a música pode nos fazer sentir. Foi o que pensei ao ouvir o álbum Babel de Mumford and Sons. E ouso dizer que foi a melhor coisa que ouvi este ano. Sem delongas, Fodástico!” Vinícius Gomes

E aí, o que vocês acham? Quais álbuns se destacaram na opinião de vocês? Comenta aí!!

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone