Uma Vida em Cartas – Coletânea de cartas de George Orwell chega ao Brasil

big-brother-1984

Nunca canso de repetir: As obras de George Orwell deveriam ser leituras obrigatórias nas escolas, especialmente “1984” e “A Revolução dos Bichos“.

Poucos autores na história conseguiram sintetizar a política moderna como Orwell. Mesmo depois de tantos anos seus livros continuam atuais, o que demonstra a estagnação política da humanidade, onde não importa as revoluções, sempre acabamos desembocando nos mesmos sistemas, muitas vezes totalitários.

Se já leu os livros citados sabe do que falo. Se não leu, faça isso e não se arrependerá, terá reflexões capazes de mudar completamente sua visão política ou mesmo sociológica.

Mas, não tenho por intenção resenhar. Pelo contrário, trago uma ótima notícia:

Os fãs desse grande escritor podem comemorar. A editora Companhia das Letras anunciou, e o Submarino já colocou na pré-venda, um livro inédito de George Orwell com previsão de lançamento para o próximo dia 27. “Uma Vida em Cartas“, é o título da coletânea que reúne correspondências que contextualizam todo o pensamento do escritor.

13026_gg

Nascido numa família da classe média inglesa intimamente ligada ao colonialismo europeu na Ásia, George Orwell – não fosse seu temperamento irrequieto e contestador – poderia ter se tornado, como seu pai, um obscuro burocrata da administração imperial. Mas os horrores da exploração colonial marcaram profundamente o futuro autor de Dias na Birmânia, e em 1927 ele decide se embrenhar numa vida incerta de vagabundo, operário e escritor freelancer. Só duas décadas mais tarde, após inúmeras dificuldades pessoais e gravemente enfermo, Orwell enfim encontraria a consagração literária.

Uma vida em cartas permite acompanhar essa singular trajetória por meio da voz inconfundível do próprio Orwell. Entre amigos, editores, parentes e simples leitores desconhecidos, o escritor britânico correspondeu-se generosamente com as pessoas que exerceram influência sobre sua vida e produção literária. Selecionada entre as várias centenas de suas cartas conhecidas, esta coletânea contextualiza os principais movimentos do autor em meio a seu ambiente político, familiar e profissional.

Com amplo aparato crítico, o livro fornece ainda valiosos subsídios para a compreensão de fatos biográficos – como sua participação na Guerra Civil Espanhola entre as fileiras de uma milícia comunista, os padecimentos decorrentes da tuberculose e a militância antipacifista durante a Segunda Guerra Mundial – e, por outro lado, da gênese dos romances e ensaios mais importantes.

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone