Resenha: Inverso de Karen Alvares

inverso

Quando participei da Bienal Internacional do Rio de Janeiro fiz questão de trazer na bagagem, entre vários livros, um de título “Inverso” da escritora Karen Alvares. O livro acabou entrando em minha lista de procrastinação. Mas, a culpa não é da obra nem da autora, claro.

Já há um bom tempo eu estava com um tremendo preconceito contra histórias em que o personagem principal é uma garota adolescente. Na verdade não era preconceito e sim trauma. Fiquei traumatizado após conhecer a personagem mais chata que já tive o desprazer de conhecer: Kelsey de A Maldição do Tigre, o primeiro livro que não consegui ler até o final. Comprei pela magnífica capa e foi torturante.

Após esse infeliz desencontro acabei procrastinando a leitura de “Inverso”. No entanto, eu tinha/tenho pleno conhecimento do talento da Karen, pois já tinha lido vários textos dela na nossa querida Roda de Escritores (nosso QG hehe), por esse motivo, venci a barreira criada pelo “crepúsculo indiano” e iniciei a leitura do livro.

Não me arrependi.

Sinopse

Lá no fundo, Megan não quer ser quem é e nem viver essa vida triste, exatamente o inverso daquela que sempre sonhou para si. Tudo começa com a morte de sua mãe. A sensação terrível de que algo nunca mais vai ser como antes. E não será mesmo. O seu único alento é o carinho da irmã, que a vê como o que gostaria de ser quando crescer.

Mas há um novo mundo do outro lado dos espelhos. Um mundo igual ao seu, só que ao contrário. Um mundo perfeito onde as pessoas que morreram estão vivas e Megan é exatamente a garota que deveria ser.

Entrando nessa realidade pelo avesso, Megan começa uma perigosa busca por si mesma onde o reflexo de tudo que há de ruim tentará detê-la. Enquanto segue em frente ela deverá garantir a segurança das pessoas que mais ama.

Inverso é um romance cheio de suspense de Karen Alvares, autora de Alameda dos Pesadelos. Em um labirinto de escolhas sem poder sequer distinguir a própria imagem, Megan deverá lidar com a perda enquanto descobre quem é a garota que a encara no espelho.

Autora: Karen Alvares ISBN: 978-85-8243-145-0 eISBN: 978-85-8243-146-7 Gênero: Suspense, YA, fantasia Formato: 14 cm x 21 cm Páginas: 136 Preço de capa: R$ 29,90 (papel) R$ 15,90 (e-book)

Autora: Karen Alvares
ISBN: 978-85-8243-145-0
eISBN: 978-85-8243-146-7
Gênero: Suspense, YA, fantasia
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 136
Preço de capa: R$ 29,90 (papel)
R$ 15,90 (e-book)

Megan é a típica adolescente desajustada. Um pouco acima do peso, roupas largas, cabelos coloridos, o estereótipo das vítimas dos mais populares em ambiente escolar. Seu porto seguro é seu amigo de infância e companheiro de classe, Daniel, o nerd Daniel. Ou seja, outro alvo do velho e conhecido bullying. Já dá para perceber que não é um casal de amigos de muito sucesso.

Entretanto, os problemas escolares são pequenos perto da barra que Megan precisa enfrentar em casa. A jovem mora com o pai e a irmã. A mãe faleceu e levou a família a um estado muito delicado, jogando sobre Megan responsabilidades pesadas para a idade.

A família prepara-se para mudar para um novo lar e assim virar uma página. A esperança é que o novo apartamento seja um abrigo para as boas lembranças e que deixe de fora a atmosfera triste da antiga casa.

Como de costume, na mudança eles resolvem se livrar de coisas velhas e sem uso e, é nesse momento que Megan acha dois objetos que mudam completamente sua vida: o diário da mãe e um grande espelho no antigo quarto dos pais.

É nesse espelho que sua sanidade é contestada. Ao olhá-lo ela vê um reflexo que não é seu. Aliás, é ela, mas de modo contrário. Seus cabelos são loiros e bem tratados, seu corpo em forma, a forma de se portar é diferente. Seria uma alucinação? Megan fica com aquilo em mente até que ao aproximar-se novamente do reflexo ela atravessa o espelho sendo transportada para um mundo completamente oposto do seu.

Karen Alvares

Karen Alvares

Do outro lado, Megan percebe que está dentro de seu corpo, mas é outra pessoa que vive sua vida, tudo é o antônimo. Ela é popular, é amiga das meninas que sempre a perseguiram, seu pai e sua irmã, Mina, se comportam diferente e para seu choque, Marina, sua mãe está viva e a chama de Megami. Nesse mundo estranho ela é apenas uma espectadora não tendo poder sobre suas ações.

O interessante é que a todo momento o leitor contesta e fica preso na dúvida se Megan perdeu a sanidade ou realmente vive àquela fantasia.

A escrita é simples e carregada de emoções, podemos senti-la, principalmente nas relações interpessoais de Megan. Karen soube trabalhar muito bem a tensão da história. Em especial o sentimento de Megan quando encontra-se sem ação diante da vida de Megami.

A editora Draco caprichou na capa e na revisão.

É aquele tipo de livro difícil de parar de ler, não tem onde por um marca página e ir  fazer outra coisa, pois a história corre de uma forma que prende o leitor, deixando sempre a sensação de: “o que vem por aí?”.

Foi uma ótima leitura que teria me irritado no final se eu não soubesse que o livro dois, “Reverso”, vem por aí.

Portanto, pode ler que não se arrependerá!

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
  • Thainá Mendes

    Galera ! Não levem a critica sobre a Kelsey a sério, como ela mesmo disse, não leu o livro e a saga completa, ou seja, está falando uma bela de uma besteira… não se ofenda, mas eu li toda a saga e realmente, o primeiro livro é o mais chato, mas os outros, inclusive A viagem, são muito desafiadores e cheios de ação e aventuras. E também, toda saga, seja de filmes ou livro, tem o primeiro não tão bom, pois ainda não é tempo para desenvolver a história