Novo filme do diretor de Ted faz rir entre erros e acertos.

um-milhao-de-maneiras-de-pegar-na-pistola-ka

Seth MacFarlane é hoje um dos nomes mais fortes do politicamente incorreto estadunidense. Comanda várias séries de animação de humor escrachado na terra do Tio Sam. Family Guy e American Dad são crias sua.  Em 2012 ele fez sua estreia no cinema com o divertidíssimo, incorreto e até polêmico ursinho Ted. Enquanto MacFarlane prepara a continuação do urso mais maconheiro que existe, ele dirigiu de forma ainda mas debochada, Um milhão de maneiras de pegar na pistola, uma comédia esparradíssima” sobre os tempos do velho oeste americano.

Acompanhamos a vida do covarde Albert (o próprio MacFarlane) que vive entediado e pensando em um milhão de maneiras de morrer no velho oeste (esse é titulo original). Albert foge do estereótipo do machão do oeste, que saca a pistola por qualquer motivo. Tudo muda quando ele se apaixona por Anna (Charlize Theron), que tem o “defeito” de ser esposa do temível pistoleiro Clinch (Liam Neeson).

MacFarlane além de corajoso é muito bem conceituado com os artistas, participações de Ryan Reynolds, Cristopher Lloyd e Jamie Foxx, comprovam isso. O Filme tem duas linhas uma brinca com o gênero, satiriza e homenageia o western e essa é a melhor parte, a outra é escatológica demais, explicita demasiadamente e lembra mais uma comédia sem cérebro dos irmãos Wayans (As branquelas e Todo mundo em pânico) do que a humor acido do próprio Seth MacFarlane. Ao final, vale pelos risos e pelas homenagens, como ao Doc Brown (De volta para futuro) e Django (Django livre), fica também a impressão que poderia ser ainda melhor. Ps: Espere os créditos.

Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola – Red Band Trailer

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone