Casa grande e senzala.

12-anos-escravidao1-500x277

Em tempos de negro amarrado em poste no Rio de Janeiro, jogador de futebol hostilizado por ser negro no Peru ou a escalda da elite justiceira pelo Brasil, 12 anos de escravidão vem bem a calhar. Steve McQueen não poupa o espectador (como é de costume) do incômodo. Como firmeza em cada cena, McQueen escancara a podridão do cristianismo, que durante séculos,  aceitou, legitimou e justificou o escravismo pelo mundo afora. Entre um versículo bíblico e outro, o chicote rasgava a carne e a pele dos negros para satisfazer a dominação e o sadismo dos brancos cristãos.

filmes_2621_12-anos-de-escravidao-20

Somos apresentados a Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) negro livre do norte onde a escravidão não existe. Northup sustenta a mulher e os dois filhos como violonista. Uma proposta de emprego leva Solomon para Nova Iorque, onde é sequestrado e vendido como escravo para as colônias escravistas do Sul. Assim, vamos acompanhar o que foi, e como foi, os 12 anos de escravidão que esse homem passou de verdade.

1390323645_1

Além da história impactante e cruel, o filme é carregado pela direção de arte precisa, fotografia exemplar e música do mestre Hans Zimmer. O roteiro também é consistente, adaptado do livro do próprio Solomon Northup, escrito logo após sua libertação, no fim do século XIX. Nenhuma destas virtudes supera a força do elenco. Todos estão simplesmente soberbos. Apenas Chiwetel Ejiofor está na tela da primeira à última cena. Mas as várias participações menores são extremamente significativas. Paul Dano dá um show em seus poucos minutos, assim como Benedict Cumberbatch, Brad Pitt e Paul Giamatti. Michael Fassbender te faz odiar o Sr. Epps e Sarah Paulson brilha como sua esposa. 12 anos de escravidão se mostra obrigatório do início ao fim, e deixa claro porque julgar negros e brancos na mesma balança hoje é tão cruel quanto a própria escravidão.

12_Years for blog 

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone