Arte abstrata.

com-george-clooney-e-matt-damon-no-elenco-de-cacadores-de-obras-primas-estreia-dia-141

George Clooney é uma caso raro de ator que migrou da tv para o cinema e deu muito certo. Hoje acumula créditos como produtor, ator, roteirista e diretor. É na cadeira de comando que tem se sobressaído, Confissões de uma mente perigosa, Boa noite, boa sorte e Tudo pelo poder, são os destaques de sua filmografia. Como ator consegue alternar como extrema competência a transição por filmes comerciais e circuitos mais restritos. Agora, ele se aventura como um grupo em busca da arte roubada por Hitler, em seu novo filme, Caçadores de obras-primas.

themonumentsmen

Acompanhamos um grupo importante e pouco comentado, que tinha como missão resgatar as obras roubadas pelos nazistas na segunda guerra. Sabe-se que Hitler queria montar um museu com a arte roubado dos países invadidos, sobretudo da França. Sete homens são recrutados para realizar o feito.

cacadores-de-obras-primas

Esse pode ser considerado o primeiro deslize de Clooney como diretor. Apesar do elenco grandioso, formado boa parte por seus amigos, George tenta recria a estrutura e o estilo de Onze homens e um segredo, filme dirigido por seu amigo Steven Soderbergh e estrelado por ele mesmo. Clooney opta por uma atmosfera cômica que em nada se encaixa com os horrores da guerra. Piadas em pleno fronte com seus amigos morrendo não me parecem em nada verossímeis. Outro problema é a pitada melodramática Spielberguiana, aquela mesma música, a bandeira americana e o tom que busca emocionar sem conseguir. Infelizmente é um filme permeado de boas intenções que não corresponde a expectativa, mas, Clooney tem créditos para erros.

 a7wtswgray6as02c96cjf4c18

Compartilhe ...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Google+Email this to someone